A produção de conhecimento é um processo que se dá pela aprendizagem tanto individual quanto coletiva. A relação entre teoria e prática, entre a ação de organizações do setor cidadão e a pesquisa acadêmica nas universidades é um importante instrumento de análise e sistematização de conhecimentos. Ou seja, a reflexão intelectual contribui para o aprimoramento de práticas e amplia as possibilidades de replicação e adoção  de metodologias. 

Uma vitrine para o pensamento acadêmico

O HUB Dara é um espaço para vitrine de pesquisas acadêmicas que possam contribuir para ampliação do entendimento de causas e possíveis soluções para a promoção do desenvolvimento humano, redução de desigualdades e combate à pobreza. Assim, a equipe Dara selecionou duas pesquisas ligadas ao terceiro setor, à transformação digital, ao impacto social e à inovação para compartilhar com você.

Inovação e impacto social

“O Impacto social na visão de diferentes agentes do empreendedorismo e inovação social”, dissertação de Mestrado apresentada por Gabriel Cavalcante Fontes ao Programa de Pós Graduação em Administração do Instituto COPPEAD  da Universidade Federal do Rio de Janeiro, investigou as diferentes concepções do impacto social para atores do terceiro setor brasileiro. A sociedade civil organizada tem elaborado ferramentas e estratégias para enfrentar desigualdades, medir e avaliar o impacto social de sua atuação. A pesquisa aponta que no contexto brasileiro, apesar de haver uma convergência na definição do conceito de impacto social, as ferramentas para a sua medição ainda são um desafio para os agentes e necessitam constante aprimoramento. De acordo com o texto da dissertação: “Um importante achado do trabalho é a abordagem dimensional da análise do impacto social, este tema foi comum a todos os entrevistados, destacando-se três dimensões: (1) impacto direto; (2) impacto escalável; e (3) impacto sistêmico.” Ficou interessado na leitura completa? Saiba mais aqui.  

Transformação digital no terceiro setor

Em 2022, Rosana Cerosino, pesquisadora da Escola de Administração de Empresas, da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo, apresentou a dissertação de mestrado “Impactos da pandemia da Covid-19 no processo de transformação digital das ONGs brasileiras”. Por meio de uma abordagem exploratória qualitativa e de estudo de casos, a pesquisa buscou demonstrar as diferentes experiências de organizações não governamentais (ONGs) na adoção de práticas de Transformação Digital (TD), especialmente como a pandemia da covid-19 e a crise econômica e social, impulsionou a adoção de tecnologias de comunicação como alternativa estratégica para sobrevivência organizacional. Leia a dissertação completa na Biblioteca Digital da FGV.